CONSCIÊNCIA COLETIVA

Tag archive

Priscila Melo

O que achamos: Paixão Obsessiva

em Cinema/O que achamos por

Paixão Obsessiva (Unforgettable, 2017) é um filme dirigido, escrito e estrelado por mulheres, mas não para mulheres. A maneira superficial de tratar assuntos sérios como a obsessão e as patologias da mente fazem com que esse seja um filme covarde e sem significado para o espectador.

Continue Lendo

O que achamos: Beleza Oculta (e a importância de falar sobre a morte)

em Cinema/O que achamos por

Beleza oculta conta a tragetória de Howard (Will Smith) em sua busca pela “normalidade funcional” após uma grande tragédia. Howard escreve cartas para o universo, mas precisamente para a Morte, o Tempo e o Amor. Seus amigos e sócios, em uma grande agencia de publicidade, resolvem intervir e ajudá-lo nessa recuperação. O filme conta com…

Continue Lendo

Vivendo em Suspensão

em Comportamento/Opinião por

Quem aqui nunca traçou um plano pra o futuro e passou a esperar esse se concretizar pra começar a viver? Quando tiver mais tempo faço isso, ou quando tiver dinheiro vou naquele restaurante que eu curto, quando perder mais 3 quilos vou aceitar o convite pra a casa de praia da Helena. Estou em processo…

Continue Lendo

O que achamos: A Garota no Trem

em Cinema/O que achamos por

A Garota no Trem (The Girl on The Train) é um sucesso literário de Paula Howkins, a sua adaptação tinha a enorme responsabilidade de atrair aqueles que nunca leram a obra e superar as expectativas de quem já era fã da narrativa. O longa dirigido por Tate Taylor (Histórias Cruzadas) se destaca por trazer performances sólidas e um…

Continue Lendo

O que achamos: Kubo e as Cordas Mágicas

em Cinema/O que achamos por

Kubo e as Cordas Mágicas (Kubo and The Two Strings), é um presente para a criança que existe em cada um de nós. Caminha na linha tênue entre o simples e o espetacular, nos deixando completamente imersas em uma trama que aborda questões profundas como: relação familiar, autodescoberta, amor e a compreensão sobre o que…

Continue Lendo

O que achamos: O Bebê de Bridget Jones

em Cinema/O que achamos por

O filme O Bebê de Bridget Jones não tenta reinventar a roda, é um filme simples e apresenta uma coerência impressionante para uma sequência que esperou 12 anos para ser lançada. No distante ano de 2001 o público conheceria e se apaixonaria perdidamente por uma Londrina desastrada e cheia de inquietações. O Diário de Bridget…

Continue Lendo

Ir para o Topo
Pular para a barra de ferramentas