CONSCIÊNCIA COLETIVA

Tag archive

Comportamento

O maior processo migratório é aquele que fazemos em torno de nós mesmos

em Comportamento/Novidades/Opinião por

Difícil acreditar que as coisas podem piorar… Mentira, elas sempre encontram uma maneira. Semanas difíceis? Sim. No vai e vem da vida caótica, de mãos dadas com o cão, não sobra espaço pra nada. Na política, tudo desmorona, avanços jogados no aterro da primeira esquina. Nas redes sociais, parece que a vida tem outra vida, as coisas não doem como lá fora. Selfies, viagens, festas e grandes paixões, estamos constantemente desejando morar na felicidade ficcional criada e editada pelo outro. A verdade é que estamos infelizes pra caralho.

Continue Lendo

Diálogos Anallogicos discute espaços e representatividade LGBTQ na cidade no Recife

em Eventos por

Aconteceu no dia 10 de maio, no auditório Tobias Barreto da Faculdade de Direito do Recife (UFPE), a primeira roda de Diálogos Anallogicos promovido pelo grupo deste site. O tema, Entretenimento, mídias e Cultura LGBTQ: Uma conversa sobre conquista de espaços e representatividade na cidade do Recife, foi discutido sob quatro perspectivas distintas. Airles Ribeiro, educador social da Prefeitura do Recife, Perla Rannielly, mulher trans negra e lésbica, Well Leal, sociólogo e pesquisador da cultura pop, e Thânya Tulmuto, drag queen há 13 anos na cena recifense. A mediação da mesa ficou por conta de Raphael Alves e Djalma Wanderley.

Continue Lendo

Cinco motivos pelos quais não troco meus quase 30 pelos 20 de ninguém

em Comportamento/Opinião por

Precedido pelo inferno astral, nosso aniversário é sempre um momento de recomeços, novas boas energias, bons presságios. Um ano novo inteirinho pra gente fazer diferente, mudar comportamentos, corrigir estratégias mal adotadas e, como eu costumo dizer, colher aquilo que plantamos ao longo do ano anterior. Não é verdade? Particularmente eu nunca fiquei feliz com meu aniversário. Percebia cada ano somado ao novo aniversário como um ano a menos, uma conquista a menos, uma frustração a mais. Celebrar o quê? Mais um ano que passou e eu não consegui o emprego dos sonhos? Aquela decepção amorosa que amarguei por meses e…

Continue Lendo

Na comédia romântica que é a minha vida, quem sou eu? O vilão ou o mocinho?

em Comportamento/Opinião por

O amor nos une. O amor nos faz ultrapassar barreiras. O amor cura tudo. O amor a tudo salva. Todos estes clichês já foram colocados na nossa cara inúmeras vezes: por amigxs, parentes, filmes, músicas, livros, etc. Por sermos pessoas que (também) se constroem a partir do discurso dxs outrxs, acabamos acreditando piamente nessas frases. E iniciamos uma narrativa de vida na qual o objetivo principal é o sucesso na vida amorosa. E esse sucesso, queridxs, é muito difícil – principalmente quando essa narrativa é fundamentada nestes clichês descritos logo acima. São muitas expectativas, muitas pressões – e também muito…

Continue Lendo

LGBTTIs não nascem adultos, mas “morrem” crianças

em Comportamento/LGBTQI/Opinião por

O que mais precisa ser noticiado sobre as pessoas LGBTTIs para que a sociedade brasileira assuma um debate não hipócrita acerca das violências que cometemos com elas desde crianças? O que é mais revoltante é que as primeiras castrações sofremos dentro de casa. É no seio da nossa família “comercial de margarina” onde começamos a entender que somos as “aberrações” e que seria melhor para todo mundo não termos nascido. Em muitos casos, soma-se a isto, o fato de sermos obrigados(as) a entender que ser como somos não agrada a Deus. Tem crime maior que dizer a uma criança que…

Continue Lendo

Homossexualidade na vida pública: um papel ainda para poucos fora das telas

em LGBTQI/Opinião por

“Ser ou parecer: eis a questão”. A consagrada frase de Shakespeare em A Tragédia de Hamlet, Príncipe da Dinamarca, parafraseada aqui, parece cair como uma luva no contexto das personalidades midiáticas, mais especificamente no dos ícones do entretenimento (cinema, televisão, jornalismo, etc.), os quais, muitas vezes, são obrigados a viverem como se seguissem roteiros no âmbito de suas próprias vidas pessoais. Primeiramente não é incomum, mesmo nós enquanto meros ‘mortais’, ostentarmos aquilo que não somos ou o que queremos parecer, em especial quando estamos sob certos holofotes – as redes sociais são provas disso. Com base nisso, quando olhamos para…

Continue Lendo

2016, o pior ano da história?

em Comportamento/Opinião por

Esse ano foi mesmo um ano de estranheza, de deslocamento e de mudança. Nas últimas semanas, um tipo muito cruel de negação, de pessimismo tardio, viralizou. Sites do mundo inteiro estão constantemente listando as tragédias e as mortes que marcaram 2016. Esse conteúdo, como não poderia deixar de ser, é compartilhado como a prova cabal do desespero que nos guia. O like jornalismo, o maior patrocinador do “2016, o pior ano da história”, vem descrevendo com euforia esse cenário de caos, tristeza e negatividade. Esperto como é, ele já percebeu que ao financiar o medo, pode criar sozinho o mito…

Continue Lendo

Os joguinhos como estratégia de conquista

em Comportamento/Opinião por

As pessoas parecem ter esquecido a máxima que diz “quem quer arruma um jeito, quem não quer arruma desculpa”. Hoje em dia, se tratando de conquistas, a estratégia mais usada é um troço chamado joguinho. Quem faz o joguinho da sedução parte do paradoxo de que é interessante demonstrar desinteresse. A reflexão aqui abre espaço pra gente pensar um pouco sobre o modo como nos posicionamos no momento em que nos predispomos a conhecer alguém, como lidamos com nossas relações e como nos enxergamos nesse processo. Não ligar no dia seguinte ou esperar duas horas para visualizar e mais outras…

Continue Lendo

É preciso respeitar nossos limites: apenas pare!

em Comportamento/Opinião por

É difícil quando reconhecemos que chegamos ao nosso limite. Nessa hora, mesmo que o mundo caia sobre nós e exija que tenhamos fôlego para continuar, é vital e sábio que paremos, respiremos, tiremos um tempo para nós mesmos, sumamos de alguns espaços e nos revigoremos. Não importa se você perderá um encontro, um prazo ou compromisso da faculdade/escola/trabalho, uma reunião de família, um cinema/bar/show com os amigos. Apenas pare! E não absorva – nem somatize – quando pedirem satisfações acerca do “descompromisso”. Se as pessoas, ou coisas, não percebem que cada um tem seu tempo de acompanhar os tempos do…

Continue Lendo

Review: Black Mirror S03E01

em Séries/TV e Séries por

O texto a seguir contém spoilers. A Netflix acaba de disponibilizar os 6 episódios que compõem a 3ª temporada de Black Mirror, série que dizem ser sobre tecnologia, mas que é também sobre tantas outras coisas. Lançada oficialmente em 2011 e um sucesso de crítica, a nova jornada mantém o excelente texto de Charlie Brooker, criador do projeto. O primeiro ep, intitulado Nosedive (traduzido aqui como “perdedora”), conta, em linhas gerais, a história de Lacie (Bryce Dallas Howard, talentosíssima), uma garota que vive em um mundo onde as pessoas passaram a se relacionar a partir de uma rede social gigante,…

Continue Lendo

Ir para o Topo
Pular para a barra de ferramentas