CONSCIÊNCIA COLETIVA

Playlist Para Quem Adora Um Amor Inventado

em Dicas/Música/Novidades por

Já dizia o brilhante e saudoso Cazuza nos áureos tempos do Barão Vermelho “Adoro um amor inventado”, e quem não curte? Pois é, todo mundo já inventou um amor, pode ter sido platônico e/ou aquela relação que supostamente iria virar um relacionamento na sua cabeça, mas não chegou a decolar porque só você tava nas nuvens. Não se preocupe, você não está sozinho, há outros exagerados que compartilham desse mesmo sentimento, inclusive na música brasileira. Dito isso, o #anallogicos separou para você uma playlistizinha para ouvir, relembrar seus amores inventados e até rir daquele amor da sua vida daqui até a eternidade.

“Do Amor” – Tulipa Ruiz

Tem gente que tem tanto amor dentro de si que inventa amor até para quem não existe. Isso é preocupante, mas normal. A Letra de Tulipa Ruiz diz “Quero inventar um você para mim/ Vai ser melhor quando te conhecer”, esperamos que seja melhor quando conhecer e, principalmente, real. A música está presente no primeiro trabalho de Tulipa, o Efêmera (2010), ouça também os discos Tudo Tanto (2012) e Dancê (2015).

“Se Você Fosse Minha” – Maglore

Há pessoas que inventam o amor, têm plena consciência disso, pois a outra parte está nem aí, mas por algum motivo se alimentam dessa ilusão e se recusam a pular fora do barco furado. A letra do Maglore deixa claro isso no trecho “Esquecer você é ruim porque eu gosto demais é da fantasia/ Você me esnobava e eu só me fodia”; não dá para ajudar quem não quer. Maglore é uma banda baiana, essa música está presente no álbum III (2015) e esse ano irá sair um novo disco do trio, aguardemos.

“Ai, Ai Como Eu Me Iludo!” – O Terno

Existem casos crônicos de amor inventado, gente que mal conhece a pessoa e já está gostando, achando que dessa vez vai, mas não vai, nem espera o tempo do aprendizado e se ilude com outra pessoa na sequência. A letra do Terno diz “Porque eu já fiz isso milhares de vezes/ Como é que eu nunca aprendi/ A não gostar das pessoas tão rápido assim”; quem sabe errando mais um pouco você consiga acertar. A música está presente no segundo album do Terno (2014), sem nome, e vale a pena ouvir o álbum Melhor do Que Parece, lançado ano passado.

“Ninguém Perguntou Por Você”- Letrux

Muito ruim quando você está monotemáticx e só pensa no amor inventado e ninguém pergunta por ele, enquanto isso você já está imaginando tudo com esse amor, como dois filhos, conta conjunta, suruba, planta e até um frango. A letra de Letrux diz “Lance livre imaginário/ A gente só serviu no sonho/ A gente só prestou dormindo/ Amor fantasma camarada”; o problema é quando o sonho vira pesadelo. A música está presente no primeiro trabalho “solo” de Letícia Novaes, o projeto Letrux, no álbum Letrux Em Noite de Climão, lançado em julho, com certeza você vai se identificar com outros tipos de amor presentes no disco, confira!

“Amor Inventado” – Karina Zeviani

Nem tudo está perdido, depois de anos se iludindo com amores inventados a gente aprende a se iludir com limites, a gostar só de quem gosta da gente, aquela pessoa que a gente tem chances reais. A busca pela reciprocidade. A letra de Kariana Zeviani diz “Eu quero que você me queira /Antes que eu desista /Antes que eu insista/Antes que eu perceba que não é real”; nada como a maturidade. Karina Zeviani é uma cantora paulista que já cantou na banda Nouvelle Vague e Thievery Corporation, em 2012 ela lançou o seu primeiro e até agora único álbum solo, o Amor Inventado, que tem influência de Cazuza nas composições.

 

Facebook Comments

João Gusmão é formado em Letras pela UFPE, é professor, corretor e freelancer. Escreve sobre música e comportamento, apreciador de música brasileira e literatura contemporânea. Publica mensalmente no dia 8, save the date | Para segui-lo no Facebook: /joaoagusmao

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Último post de Dicas

Ir para o Topo
Pular para a barra de ferramentas