CONSCIÊNCIA COLETIVA

5 tópicos importantes sobre a polêmica do aborto

em Comportamento/Opinião por

Segue didaticamente alguns tópicos importantes que giram em torno do debate sobre o aborto que esteve presente nas redes sociais nos últimos dias!

1º: Ninguém QUER fazer aborto. Realizar um aborto não é um passeio no parque. Não é arrancar a criança do útero e ir falar com as amigas depois. É um professor DOLOROSO, tanto física quanto psicologicamente falando.

2º: Ninguém está inventando ou liberando o aborto. Aborto já acontece no Brasil. SEEEEEEMPRE aconteceu. A diferença é que quem aborta de forma segura no Brasil são os ricos, que ironicamente seriam as pessoas com condições financeiras para criar um filho caso quisessem um. E essas pessoas ricas não estão morrendo. Quem está morrendo são as mães já pobre que são forçadas a irem a uma clínica suja e acabam sendo assassinadas.

3º: Descriminalizar o aborto é entender que uma mulher que se viu desamparada ao ponto de ver aborto como solução não é uma criminosa.

4º: A vida de um bebê não pode ser determinada pelo ponto de vista religioso de vocês. Seu cristianismo não é FATO. Seu cristianismo é FÉ. E fé não é justamente a certeza naquilo que não se pode provar? Nossas leis, nossa legislação, nosso amparo às pessoas não pode ser baseado na fé de algumas pessoas, até pq diferentes fés tbm professam diferentes crenças sobre o momento que alguém passa a ter alma. A ciência determina por uma séééééérie de fatores, que um feto se torna um ser senciente depois dos três meses de gestação;

5º: Aborto não devia ser a primeira opção de ninguém, é verdade. Agora, se existe taaaaanta preocupação com o feto assim, pq em vez de protestar contra o aborto, não se protesta por melhores formas de AMPARO às mães carentes? Pq as igrejas e grupos religiosos não se reúnem para fundar entidades que deem amparo e apoio às mães para que elas não precisem abortar?

É muito fácil cobrar de alguém sem oferecer um pingo de ajuda. Querer que uma mulher tenha um filho mesmo que ela não tenha condições nem vontade sem oferecer nenhum tipo de ajuda não é se preocupar com a vida de um infante, é querer ver a mulher ser punida por sua gravidez.

Professor de inglês, DCnauta, Nintendista e aspirante a Mestre Pokémon, gosto de usar minhas horas vagas para ver seriados, ler HQs, jogar, escrever e, claro, problematizar.

Último post de Comportamento

Ir para o Topo
Pular para a barra de ferramentas