CONSCIÊNCIA COLETIVA

Por que jogar Pokémon Sun & Moon?

em Games/Nerd por

Review

Nota de Bruno
10/10
Média
10.0/10

Em 2016 tive a oportunidade de jogar três jogos diferentes de Pokémon: Black, Y e Ômega Rubi, representantes da 5ª e 6ª geração do game, respectivamente. Os últimos já mostraram grande avanço nos gráficos e na inclusão de novidades na jogabilidade, as mega evoluções, contudo repetiam a fórmula de sempre, onde se captura monstrinhos, luta-se com eles até evoluírem, disputa-se insígnias em ginásios e é isso.

Prestes ao ano acabar, chega no mercado Pokémon Sun & Moon (lançado no dia 18 de novembro). Lançados no ano de comemoração de 20 anos da franquia e inaugurando a 7ª geração cheia de novidades.

A nova região chamada Alola tem inspiração no Havaí e é composta por quatro ilhas, sendo que cada uma delas é cheia de particularidades. A região é bem menor que as anteriores, mas compensa isso com a uma fauna rica e rivais mais competitivos. A inclusão da possibilidade dos monstrinhos selvagens chamarem por ajuda serviu a este propósito também, tornando a captura mais dificultada.

2
Alola Forms

A 7ª geração nos apresentou 80 novos Pokémon, com certa ênfase em novas combinações de tipos, o que amplia as possibilidades de habilidades e golpes e torna os combates mais diversificados.

Entretanto, a novidade – muito boa – ficou a cargo das “Formas Alola” de Pokémon já conhecidos. A ideia por trás é de que Pokémon já conhecidos migraram para Alola e ao longo do tempo, por diversas razões ambientais, tiveram seus tipos alterados.

3

O foco foi dado aos Pokémon da 1ª geração. A ideia foi muito bem recebida por novos e antigos fãs por realizar uma renovação e personagens já conhecidos e fica claro que tal renovação foi muito bem pensada, pois, todos os monstrinhos ficaram muito bem conectados aos novos tipos. Particularmente, Vulpix e Ninetales do tipo Gelo/Fada conseguiram ser tão fofos e lindos quanto os de fogo, são minhas formas alola preferidas.

Nova Jogabilidade

 Esta geração trouxe consigo novas formas de lidar com o jogo em diversos aspectos. O menu interno ficou muito mais diretivo, indo direto ao que importa (o acesso aos pokémon guardados) e deixando mais explicito as informações de cada personagem facilitando as escolhas.

Assim como a geração passada teve as Mega Evoluções, essa geração será marcada pelo Z-MOVE, um quinto golpe extremamente poderoso. O movimento é liberado pelos Z-Crystals que devem ser coletados ao longo da história. Cada um dos 18 tipos ganhou um Z-Crystal/Move e alguns pokémon específicos ganharam outro individual.

4

Mais uma vez, essa novidade serve para complexificar as batalhas e deixar o jogo ainda mais bonito. Inclusive, aproveitando o tema beleza, este jogo possui gráficos nunca antes vistos na franquia (o que exige bastante do sistema operacional do Nintendo 3DS, deixando-o lento em alguns momentos), a beleza das paisagens, dos personagens e das batalhas é algo fantástico e deve ser apreciado.

Sun & Moon também inovou nas competições ao longo da história. Os ginásios foram abandonados e em Alola precisamos realizar derrotar os Kahunas (treinadores guardiões) de cada ilha. O interessante é que as provas não ficaram restritas as lutas entre pokémon, estando ligadas a provas como, por exemplo, procurar itens escondidos. Essa nova forma de competir tornou o jogo mais fluído e divertido.

A história

 Comecei esse texto dizendo que joguei várias versões de Pokémon esse ano, pois bem, a história deles nunca foi algo que me importei, passando logo os diálogos e querendo chegar logo ao que importava, as lutas. Sun & Moon mudou isso.

 É difícil falar da história – e de quão boa ela é – sem dar spoilers. Tenho a impressão que houve um investimento num roteiro que conta uma história envolvente, com personagens que nos importamos e que queremos saber até onde vai.

O início é o mesmo de sempre, nosso personagem é recém-chegado nessa nova região, ganhamos um pokémon inicial e, então, uma série de acontecimentos ocorrem enquanto seguimos para ser o melhor treinador da região.

5

A equipe do mal em Alola é a Team Skull, personagens com clara influência punk, com movimentos extravagantes e falas engraçadas, que é conhecida pelo roubo de Pokémon na região. Em outro sentido temos a Aether Foundation, empresa presidida por Lusamine que tem como objetivo cuidar dos Pokémon de Alola.

6

A história se desenvolve cruzando todos esses personagens, apresentando novos conceitos do mundo Pokémon (ampliando-o, inclusive) e deixando o jogador inteiramente interessado e imerso nesse universo.

 O veredito é de que Pokémon Sun & Moon é excelente, um jogo belíssimo, cheio de novidades e uma pitada de nostalgia, sendo chamativo para fãs novos e antigos.

Facebook Comments

Bruno é psicólogo e pesquisador sobre gênero e sexualidade. Escreve sobre cinema e séries, é apaixonado por Nicole Kidman e Lady Gaga. Publica reviews de filme mensalmente | Para segui-lo no Instagram: @BruRobson.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Último post de Games

Ir para o Topo
Pular para a barra de ferramentas